Marketing Digital
Os médicos de pequenos consultórios geralmente enfrentam uma jornada dupla de trabalho, afinal, além de atender pacientes, eles têm que lidar com as atividades administrativas da clínica. Por isso, frequentemente, surge um dilema: “como aumentar a lucratividade do meu consultório se não tenho tempo suficiente para me aprofundar na administração dos negócios?”. Pois saiba que algumas métricas mais simples podem te ajudar nessa empreitada, e uma delas é o custo de aquisição de clientes (CAC). Ficou interessado no assunto? Então continue lendo este post e descubra como o CAC pode ser útil:

O que é o CAC?

O custo de aquisição de clientes é o somatório dos seus gastos com marketing e publicidade divididos pelo número de clientes efetivamente conquistados dentro de um período limitado de tempo. Nesse cálculo, devem ser incluídos os mais diversos gastos feitos para atrair um cliente até a sua clínica, como:
  • Gastos estruturais: os investimentos feitos na estrutura da sua clínica para atrair pacientes (revitalização da fachada, decoração da sala de espera e instalação de ar-condicionado, por exemplo).
  • Gastos com “mimos”: o dinheiro despendido com café, biscoitos, doces etc.
  • Gastos com marketing: um dos investimentos mais relevantes para a obtenção de novos pacientes, inclui o gasto com empresas terceirizadas, anúncios digitais, manutenção de um website e qualquer outra forma de divulgação paga diretamente por você.

Por que o CAC é importante?

Vamos fazer uma analogia com os exames clínicos, que quantificam aspectos fisiológicos para dizer algo sobre a saúde de uma pessoa. Eles não têm valores de referência de um sujeito saudável que servem como base para determinar se o paciente está doente? Então, o CAC segue a mesma lógica: ele busca traduzir em números uma determinada informação a respeito da saúde do seu investimento, dizendo se ele está ou não no caminho certo. Assim como o resultado ruim indica que você deve começar um tratamento com o seu paciente, um CAC ruim indica um momento para reflexão a fim de corrigir o rumo dos seus investimentos. Nesse momento, questione se essa é a estratégia de marketing ideal para a sua clínica, se você investiu o suficiente e se a empresa que você contratou é confiável.

Como calcular o CAC?

Primeiramente, registre cada gasto com a aquisição de pacientes:
  • custos operacionais;
  • custos com design da marca;
  • custos com materiais de marketing;
  • custos com programação para a web;
  • custos com promoção.
Então, some todos esses valores. Depois, analise todos os seus prospects, ou seja, pacientes que se consultaram com você e também aqueles que se cadastraram em seu site ou fizeram, de alguma forma, contato. Por fim, divida o gasto pelo número de prospects. Por exemplo: se você gastou R$ 5.000,00 com marketing e divulgação e esse investimento atraiu 20 novos clientes, cada cliente lhe custou R$ 250,00. Se você não espera que o paciente dê um lucro acima de R$ 250,00, a sua estratégia resultou em prejuízo. No entanto, isso não é motivo para desespero, pois algumas campanhas, como as de marketing de conteúdo, têm efeitos prolongados, mesmo que inicialmente não deem muito lucro. Como qualquer investimento, as estratégias de atração de cliente não oferecem sempre um resultado positivo. Por essa razão, você deve estar sempre pronto para mudar de ferramenta de atração. A adaptação é o segredo da evolução de qualquer negócio. Agora que você já sabe o que é CAC e como ele pode te ajudar a criar boas campanhas de atração de pacientes, que tal ler o post “4 dicas de marketing para divulgar sua clínica sem gastar muito”?
0